lunedì

:: Ano Novo...


Não precisa ......

parvamente acreditar

que por decreto de esperança

a partir de janeiro as coisas mudem

e seja tudo claridade, ...

Carlos Drummond de Andrade

domenica

´:: Beyoncè...

:: Diamonds

:: Diamonds...

:: Emporio Armani - Diamonds...

:: Chamo-te...


Chamo-Te

porque tudo está ainda no princípio

E suportar é o tempo mais comprido.

Peço-Te

que venhas e me dês a liberdade,

Que um só dos teus olhares

me purifique e acabe.

Há muitas coisas que eu quero ver.

Peço-Te

que sejas o presente.

Peço-Te

que inundes tudo.

E que o teu reino antes

do tempo venha.

E se derrame sobre a Terra

Em primavera feroz pricipitado...

Sophia de Mello Breyner Andersen

venerdì

:: Sei de um Ninho...




Wendy Vaugham


Sei um ninho.



E o ninho tem um ovo.



E o ovo, redondinho,



Tem lá dentro um passarinho



Novo.



Mas escusam de me atentar:



Nem o tiro, nem o ensino.



Quero ser um bom menino



E guardar



Este segredo comigo.



E ter depois um amigo



Que faça o pino



A voar...



Miguel Torga

giovedì

:: Escrever-lhe...


Como não ter amado

os seus grandes olhos fixos.

Posso escrever os versos

mais tristes esta noite.

Pensar que não a tenho.

Sentir que já a perdi.

Ouvir a noite imensa,

mais imensa sem ela.

E o verso cai na alma

como no pasto o orvalho.

Importa lá que o meu

amor não pudesse guardá-la.

A noite está estrelada

e ela não está comigo.

Isso é tudo.

Ao longe alguém canta.

Ao longe.

A minha alma não

se contenta

com havê-la perdido.

Como para chegá-la

a mim o meu

olhar procura-a.

O meu coração procura-a,

ela não está comigo.

A mesma noite

que faz branquejar

as mesmas árvores.

Nós dois,

os de então,

já não somos os mesmos.

Já não a amo,

é verdade,

mas tanto que a amei.

Esta voz buscava

o vento para tocar-lhe o ouvido.

De outro.

Será de outro.

Como antes dos meus beijos.

A voz, o corpo claro.

Os seus olhos infinitos.

Já não a amo,

é verdade,

mas talvez a ame ainda.

É tão curto o amor,

tão longo o esquecimento.

Porque em noites como esta

tive-a em meus braços,

a minha alma não

se contenta por havê-la perdido.

Embora seja a última dor

que ela me causa,

e estes sejam

os últimos versos que lhe escrevo.

Pablo Neruda

giovedì

:: Que Musica escutas tão atentamente??







Tão atentamente



que não dás por mim?



Que bosque, ou rio, ou mar?



Ou é dentro de tique tudo canta ainda?



Queria falar contigo,



dizer-te apenas que estou aqui,



mas tenho medo,



medo que toda a música cesse



e tu não possas mais olhar as rosas.



Medo de quebrar o fio



com que teces os dias sem memória



Com que palavras



ou beijos ou lágrimas



se acordam os mortos sem os ferir,



sem os trazer a esta espuma negra



onde corpos e corpos se repetem,



parcimoniosamente, no meio de sombras?



Deixa-te estar assim,



ó cheia de doçura,



sentada,



olhando as rosas,



e tão alheia



que nem dás por mim



Eugénio de Andrade



mercoledì

:: Além...



Além do horizonte...

além do arco-íris...

além...

Muito além do amém!...

Além do Além...

Está o nosso lugar de sonhar

e de esperar por nós dois.

Lugar bonito!

É o lugar mais bonito do Infinito!

Nosso encontro sem hora marcada

acontecerá no momento certo, exato.

Quando nos reencontrarmos

para brindar a ocasião

derramaremos nossos sonhos

pelo espaço e nossas canções pelo tempo.

Beberemos o suave licor

da ternura na taça de cristal

da ilusão e nos beijaremos

com tanto Amor, tanto Amor

que de tão grande se espalhará

pelo Universo numa explosão

de estrelas, de flores,

de alegria, enfim, de FELICIDADE!
Alma Gêmea da minha

Só o Amor é essencial,

e só Deus é perfeito.
Alma Gêmea da minha

que sempre me pressente

e sempre me advinha

eu te chamo, te reclamo,

EU TE AMO!
EU TE ESPERO!!!

:: Alma


Se tua alma sempre me seguiu,

a minha alma sempre te esperou.
Se tua alma sempre me acolheu,

a minha alma sempre te amparou.
Se tua alma sempre me serviu,

a minha alma sempre te embalou.
Se tua alma sempre me sorriu

, a minha alma sempre te abraçou.
Se tua alma sempre me sonhou,

a minha alma sempre, sempre te amou!
E assim Nossas Almas Gêmeas

repletas de Amor

- em suave comunhão

- seguirão docemente para junto de Deus,

Eternamente.
Alma Gêmea

da minha que sempre me pressente

e sempre me adivinha

todos os dias te amo mais,

sempre mais, cada vez mais!

sabato

:: Ele sabe...


Quando você está cansado

e desencorajado

Por esforços que não

deram frutos

Seu Anjo sabe

o quanto você tentou..
Quando você chorou

por longo tempo

Com o coração cheio de angústia

Ele contou suas lágrimas...
Se você sente que sua vida está perdida

E que muito tempo

também se perdeu,

Ele está confortando você...
Quando você está solitário

E seus amigos estão

muito ocupados

Para um simples telefonema,

Ele acompanha você..
Quando você sente que

já tentou de tudo

E não sabe por onde recomeçar,

Ele tem a solução...
Quando nada mais

faz sentido

E você se sente frustrado e deprimido,

Ele tenta lhe mostrar respostas...
Se de repente

Tudo lhe parece mais brilhante

E você percebe uma luz de esperança,

Nesse momento,

Ele soprou nos seus ouvidos...
Quando as coisas vão bem

E você tem muito para agradecer,

Ele está festejando com você..
Quando algo lhe traz muita alegria

E você se sente refortalecido,

Ele está sorrindo para você...
Quando você tem um propósito a cumprir

E um sonho para seguir,

Ele abre seus olhos e o chama pelo nome...
Lembre-se de que onde você estiver

Seja na tristeza ou na felicidade,

Mesmo que ninguém mais saiba,

Seu Anjo sabe.."
[Autor Desconhecido].

:: Arca Russa...

venerdì

:: Quero...



Quero beijar sua boca


Quero beijar sua boca

com volúpia, com tesão

com saudade de mil anos

e a forca da solidão.


Fechar meus braços suados

sobre seu corpo arrepio

lambe-la feito cachorrinho

lambe uma fêmea no cio.



Tarde vermelha se esgarça

perto das seis horas começa

a ave maria noite colcha de éter

cai indiferente sobre a terra fria.



Quando te perder pro tempo quando

te entregar ao pó quero que o sol brilhe

forte vapor do solo te agasalhe

energia de estrela te alimente

na jornada para onde fores.

Carlos Eduardo

:: Divano...

giovedì

:: Creio nos Anjos do Mundo...


Creio nos

anjos que andam pelo mundo,

Creio na Deusa com olhos de diamantes,

Creio em amores

lunares com piano ao fundo,

Creio nas lendas,

nas fadas, nos atlantes,

Creio num engenho

que falta mais fecundo





De harmonizar as partes dissonantes,

Creio que tudo eterno num segundo,

Creio num céu futuro que houve dantes,

Creio nos deuses de um astral mais puro,

Na flor humilde que se encosta ao muro,

Creio na carne que enfeitiça o além,

Creio no incrível, nas coisas assombrosas,

Na ocupação do mundo pelas rosas,

Creio que o Amor tem asas de ouro.

Ámen.

Natália Correia

mercoledì

:: Voar...


Acho que me apetece ser um avião.
Andar de braços abertos e sentir o ar.
Rodopiar rapidamente em manobras fluentes;
erguer os pés do chão e voar.
Sentir o vento frio acariciando-me a face,
coçando-me o cabelo, roçando-me o flanco.
Sem rumo, sem rota, sem hora para aterrar.
Encher-me de céu azul e de nuvens.
Esvaziar-me do lastro pesado que me prende ao chão.
Olhar para baixo, ver o belo e esquecer o feio.

Libertar-me.

Voar em movimentos soltos e redondos
De fazer inveja aos pássaros.
Dizer-lhes:
-“Se vocês cantam porque sabem voar,
então eu voo porque gosto de cantar.”

E tudo isto por ser saudável.

Nuno Rita

:: Giorgio Armani...


:: Sinto Falta de Ti...


Então vou procurar-te
como uma andorinha
procura o local do seu passado,
como uma criancinha
Por vezes sinto falta de Ti
como um rio na barragem
sente a falta do mar,
como uma árvore com folhagem
sente a falta do vento para a embalar,
ou como uma sombra
sente a falta da luz para se projectar.



procura a mãe só para estar ao seu lado,
ou como uma mão
procura outra num aconchego desejado.

Sei que te encontrarei
como alguém
que encontra o seu caminho,
como o homem
que encontra o teu carinho,
ou como o amor
que encontra o seu ninho.
sinto-me: Amor

Nuno Rita

martedì

:: Quem...

Fotografia de Publicidade
Quem me dera que eu fosse o da estrada
Quem me dera que eu fosse o pó da estrada
E que os pés dos pobres me estivessem pisando...
Quem me dera que eu fosse os rios que
correm
E que as lavadeiras estivessem à minha beira...
Quem me dera que eu fosse os choupos à margem do rio
por cima e a água por tivesse só o céu baixo...
Quem me dera que eu fosse o burro do moleiro
E que ele me batesse e me estimasse...
Antes isso que ser o que atravessa
a vida
Olhando para trás de si e tendo pena...
Alberto Caeiro-Fernando Pessoas

lunedì

:: Angela Adonica


Angela Adonica

Hoje deitei-me junto a uma jovem pura

como se na margem de um oceano branco,

como se no centro de uma ardente estrela

de lento espaço.

Do seu olhar largamente verde

a luz caía como uma água seca,

em transparentes e profundos círculos

de fresca força.

Seu peito como um fogo de duas chamas

ardía em duas regiões levantado,

e num duplo rio chegava a seus pés,

grandes e claros.

Um clima de ouro madrugava apenas

as diurnas longitudes do seu corpo

enchendo-o de frutas extendida

se oculto fogo.

Pablo Neruda


domenica

:: Criança...







CRIANÇA




Com jeito de criança



Dizem que és o futuro



de um país sem presente



Que o amanhã



depende de ti,



ainda que nada façam



para que esperem tanto.









O pranto chega, a fome,a dor.



Não te olham como gente,



és apenas mais um entre



milhares de inocentes que nada



pediram,inclusive,



nascer sem direito a viver.









Onde estão os culpados



por tamanho descaso?



Onde estão os que te acusarão depois?



Tu, criatura irradiante,



que do mundo merecia respeito



e grande afeição









Tu, que ao sair do ventre materno



choras e faz chorar de alegria



quem nos braços te acolhe.



Corre...



Mostra-nos os teus desejos,



teus anseios



Mostra-nos que podemos ter



um coração semelhante ao teu









Ensina-nos a construir



castelos de areia que o vento derrubará



e nos faz perceber que nenhum vento



dura tanto que podemos sempre recomeçar...



Feito criança que ensaia os primeiros passos.



Elis Angela Franco Ferreira

sabato

:: Porque hoje é Sabado...


Pintura de Ada Breedveld


O dia da criação
Macho e fêmea os criou.Gênese, 1, 27


I
Hoje é sábado, amanhã é domingo


A vida vem em ondas, como o mar


Os bondes andam em cima dos trilhos


E Nosso Senhor Jesus Cristo


morreu na cruz para nos salvar.
Hoje é sábado, amanhã é domingo


Não há nada como o tempo para passar


Foi muita bondade de Nosso Senhor Jesus Cristo


Mas por via das dúvidas livrai-nos meu Deus de todo mal.


Hoje é sábado, amanhã é domingo


Amanhã não gosta de ver ninguém bem


Hoje é que é o dia do presente


O dia é sábado.
Impossível fugir a essa dura realidade


Neste momento todos os bares


estão repletos de homens vazios


Todos os namorados estão de mãos entrelaçadas


Todos os maridos estão funcionando regularmente


Todas as mulheres estão atentas


Porque hoje é sábado.






II
Neste momento há um casamento


Porque hoje é sábado


Hoje há um divórcio e um violamento


Porque hoje é sábado


Há um rico que se mata


Porque hoje é sábado


Há um incesto e uma regata


Porque hoje é sábado


Há um espetáculo de gala


Porque hoje é sábado


Há uma mulher que apanha e cala


Porque hoje é sábado


Há um renovar-se de esperanças


Porque hoje é sábado


Há uma profunda discordância


Porque hoje é sábado


Há um sedutor que tomba morto


Porque hoje é sábado


Há um grande espírito-de-porco


Porque hoje é sábado


Há uma mulher que vira homem


Porque hoje é sábado


Há criançinhas que não comem


Porque hoje é sábado


Há um piquenique de políticos


Porque hoje é sábado


Há um grande acréscimo de sífilis


Porque hoje é sábado


Há um ariano e uma mulata


Porque hoje é sábado


Há uma tensão inusitada


Porque hoje é sábado


Há adolescências seminuas


Porque hoje é sábado


Há um vampiro pelas ruas


Porque hoje é sábado


Há um grande aumento no consumo


Porque hoje é sábado


Há um noivo louco de ciúmes


Porque hoje é sábado


Há um garden-party na cadeia


Porque hoje é sábado


Há uma impassível lua cheia


Porque hoje é sábado


Há damas de todas as classes


Porque hoje é sábado


Umas difíceis, outras fáceis


Porque hoje é sábado


Há um beber e um dar sem conta


Porque hoje é sábado


Há uma infeliz que vai de tonta


Porque hoje é sábado


Há um padre passeando à paisana


Porque hoje é sábado


Há um frenesi de dar banana


Porque hoje é sábado


Há a sensação angustiante


Porque hoje é sábado


De uma mulher dentro de um homem


Porque hoje é sábado


Há uma comemoração fantástica


Porque hoje é sábado


Da primeira cirurgia plástica


Porque hoje é sábado


E dando os trâmites por findos


Porque hoje é sábado


Há a perspectiva do domingo


Porque hoje é sábado






III
Por todas essas razões deverias


ter sido riscado do Livro das Origens,


ó Sexto Dia da Criação.








De fato, depois da Ouverture do Fiat


e da divisão de luzes e trevas


E depois, da separação das águas,


e depois, da fecundação da terra


E depois, da gênese dos peixes


e das aves e dos animais da terra


Melhor fora que o Senhor das Esferas


tivesse descansado.


Na verdade, o homem não era necessário


Nem tu, mulher, ser vegetal,


dona do abismo, que queres como as plantas,


imovelmente e nunca saciada


Tu que carregas no meio de ti


o vórtice supremo da paixão.


Mal procedeu o Senhor em não descansar


durante os dois últimos dias


Trinta séculos lutou a humanidade


pela semana ingles


a Descansasse o Senhor e simplesmente


não existiríamos


Seríamos talvez pólos infinitamente


pequenos de partículas cósmicas


em queda invisível na terra.


Não viveríamos da degola dos animais e


da asfixia dos peixes


Não seríamos paridos em dor


nem suaríamos o pão nosso de cada dia


Não sofreríamos males de amor


nem desejaríamos a mulher do próximo


Não teríamos escola, serviço militar,


casamento civil, imposto sobre a renda


e missa de sétimo dia.


Seria a indizível beleza e harmonia


do plano verde das terras e das águas


em núpcias


A paz e o poder maior das plantas e


dos astros em colóquio


A pureza maior do instinto dos peixes,


das aves e dos animais em [cópula.


Ao revés, precisamos ser lógicos,


freqüentemente dogmáticos


Precisamos encarar o problema


das colocações morais e estéticas


Ser sociais, cultivar hábitos, rir sem


vontade e até praticar amor sem vontade


Tudo isso porque o Senhor cismou


em não descansar


no Sexto Dia e [sim no Sétimo


E para não ficar com as vastas mãos


abanando


Resolveu fazer o homem à sua imagem


e semelhança


Possivelmente, isto é,


muito provavelmente


Porque era sábado.


Vinicius de Moraes



martedì

:: Chorarei meu mar...


Pus o meu sonho num navio e



o navio em cima do mar;



- depois, abri o mar com as mãos,



para o meu sonho naufragar



Minhas mãos ainda estão molhadas



do azul das ondas entreabertas,



e a cor que escorre de meus dedos



colore as areias desertas.



O vento vem vindo de longe,



a noite se curva de frio;



debaixo da água vai morrendo meu sonho,



dentro de um navio...



Chorarei quanto for preciso,



para fazer com que o mar cresça,





e o meu navio chegue ao fundo




e o meu sonho desapareça.





Depois, tudo estará perfeito;



praia lisa, águas ordenadas,



meus olhos secos como pedras



e as minhas duas mãos quebradas.

Cecilia Meirelles